Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida q. b.

A vida. Nem sempre escorreita mas também nem sempre difícil e onde sempre existe motivo para sorrir, mesmo que para disfarçar as lágrimas.

Vida q. b.

A vida. Nem sempre escorreita mas também nem sempre difícil e onde sempre existe motivo para sorrir, mesmo que para disfarçar as lágrimas.

12/09/16

Cinco minutos basta e é triste

Como qualquer português tenho interesse em saber como vai o país e o que se perspectiva para o futuro de todos nós, mais que não seja para ter uma ideia geral do que se vai passando. Á alguns anos era o Jornal das 8 (fosse em que canal fosse e independentemente do título que lhe davam era Jornal e às 8 da noite) que me mantinha ao corrente do país e do mundo, este Jornal era ouvido de ínicio a fim com interesse, hoje já não é assim. Continuo a ter a TV no Jornal das 8 mas a atenção não é a mesma.

 

 

Os primeiros minutos são de interesse, fico com a informação do que mais relevante se passa de forma correta, curta e objectiva; de seguida passam ao pormenor e, sim, fico com uma visão mais especifica mas eis que o Jornal atinge mais coisa menos coisa os 5 minutos. O aprofundamento da notícia cresceu ao ponto do não útil.

 

Este fim de semana foram as colocações na Universidade e o aniversário do 11 de setembro de 2001. Sim senhor concordo com a notícia ser dada e lembrada. O que dispenso? O "aprofundamento".

 

Dispenso acompanhar os meninos e meninas A, B e C (filhos de alguém conhecido na estação, por certo) enquanto esperam os resultados e depois os contactos de telemóvel para saber dos amigos, desculpem isto não é notícia é encher e promover 3 garotos não sei porquê nem para quê;

Dispenso que, aqui, fora dos EUA, tenha de voltar a ouvir os lamentos das famílias. Respeito a sua dor, já de 15 anos mas sim ainda deve custar, mas não necessito de ver/rever as lágrimas, o sofrimento, já não é notícia é encher.

 

Em 5 minutos (mais coisa menos coisa) o Jornal das 8 entra na não noticia e eu desligo (nem sempre a televisão mas sempre a mente). Por isso pergunto... Algum Jornal das 8 lembrou o 11 de setembro de 1985?

 

É que ontem fez 31 anos que ocorreu o acidente ferroviário de Alcafache (Notícia no Mangualde Online aqui). Em termos de vítimas e impacto mundial não é sequer comparável às Torres Gémeas mas foi aqui, neste nosso país e existem famílias a sofrer tanto como as que mostraram lá em Nova Iorque, até porque de 49 mortos, apenas 14 foram identificados e 64 passageiros foram oficialmente dados como desaparecidos.

O 11 de setembro de 1985 merece pelo menos uma referência, pode até ser curta, afinal com tanta coisa pode faltar tempo, mas merece.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.