Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vida q. b.

A vida. Nem sempre escorreita mas também nem sempre difícil e onde sempre existe motivo para sorrir, mesmo que para disfarçar as lágrimas.

Vida q. b.

A vida. Nem sempre escorreita mas também nem sempre difícil e onde sempre existe motivo para sorrir, mesmo que para disfarçar as lágrimas.

14/02/18

Constança ou a importância de se ser Constância

CONSTANCIA.jpg

 Fonte: Médio Tejo

 

Muito se tem (finalmente) falado do Rio Tejo. O estado a que, apesar dos alertas das populações, se deixou chegar este importantíssimo Rio Ibérico é chocante e a reação (ainda que pouco inflamada por motivos que já elaborei aqui e a que Miguel Sousa Tavares aludiu na SIC) só peca por tardia.

 

Muitos se têm referido à situação. Miguel Sousa Tavares tem sido acutilante e "on the nose" trazendo à praça pública factos menos conhecidos do grande público e sem medo de "por os nomes aos bois". O "Prós e Contras" da passada segunda feira foi dedicado ao tema, as "inocentes" empresas não aceitaram o convite para estarem presentes "deixando" o presidente de Vila Velha de Rodão com o pesado "encargo" de defender o indefensável, enquanto os restantes munícipios e Comunidades Intermunicipais ribeirinhos, com a clara excepção de Mação, marcaram pela ausência dos respectivos presidentes.

 

Folgo, folgamos todos, pois o Tejo é de todos nós, em ver que, pelo menos, o grande público tem agora conhecimento desta situação, ainda que, objectivamente e conhecendo Portugal, num amanhã que chegará mais cedo que devia, surgirá alguma crise futebolística que causará escândalo nacional impulsionado (como habitualmente) pelos media do Grupo Cofina (proprietário via Altri da Celtejo, da Caima e da Celbi).

 

Mas vinha tudo isto a propósito de uma coisa tão prosaica quanto a repetição de um erro que não sei se classificar de ortográfico se geográfico que tem "criado" uma vila à beira Tejo de nome Constança.

 

Constança é uma vila que tem ganho presença na comunicação social. Miguel Sousa Tavares, Diário de Notícias, Ministro do Ambiente e muitos outros a ela se referem amiúde. Uma honra para qualquer vila se a vila de Constança existisse, o facto é que não existe vila com tal nome.

 

Existe a vila de Constância, vila ribeirinha incontornável da bacia hidrográfica do Tejo por diversos motivos, entre os quais:

 

1 - está localizada onde o Rio Zêzere encontra o Rio Tejo;

Zezere e Tejo.jpg

 Fonte: Radio Hertz

 

2 - tem uma comunidade piscatória com grandes tradições culturais e religiosas;

 

Constancia-festas.jpg

 Fonte: Cidade de Tomar

 

3 - é a localização da celulose Caima (Grupo Altri)

 

Caima.jpg

 Fonte: Caima

 

Estranhamente (ou talvez não) Constância tem estado "silenciosa" mesmo na defesa do seu próprio nome.

 

 

Um nome que lutou por ter, que recebeu como recompensa em 1836, substituindo a anterior não apreciada toponímia de Punhete, mas que, com o seu silêncio e ausência nos últimos tempos, tem visto substituido por "Constança" com uma regularidade e a tal nível que se torna cada vez mais difícil corrigir o erro a quem tenta corrigi-lo.

 

Será a toponímia "Constância" mais uma "vítima" desta espuma que turva o Rio Tejo?

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.