Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Vida q. b.

A vida. Nem sempre escorreita mas também nem sempre difícil e onde sempre existe motivo para sorrir, mesmo que para disfarçar as lágrimas.

Vida q. b.

A vida. Nem sempre escorreita mas também nem sempre difícil e onde sempre existe motivo para sorrir, mesmo que para disfarçar as lágrimas.

31/01/19

Como simples peões no tabuleiro do "ente-superior"...

Incendio_2017_Macao_Queixoperra_Arlindo Marques.jp

 

Esta manhã deparo-me com a notícia

Ministro envia para Ministério Público inquérito da IGAI sobre incêndio de 2017 em Mação

 

A notícia só é inesperada porque sempre achei que iam encobrir os factos... os factos que vi... os factos que observei... os factos que senti na pele... mas que, do hábito, achei que, muito provavelmente, não seriam considerados como Verdade.

 

Sim, porque aprendi que a Verdade é subjectiva. O que vi, observei, senti na minha Verdade pode não ser a Verdade de quem observa, sentado no sofá, na sua televisão. Existem tantas Verdades como pessoas há no Mundo.

 

E depois há os encobrimentos, os branqueamentos. Por isso fiquei agradavelmente supreendida por ver que a IGAI e o MAI, ao que parece porque ainda não tive acesso ao Relatório (e imagino que não irei ter), não haviam alinhado em encobrimentos nem em branqueamentos.

 

Sim, a visão foi distrital, os meios foram organizados como se apenas o distrito de Castelo Branco estivesse a arder, facto que, sim, foi branqueado à altura pela própria ANPC. Lembro bem da porta-voz da ANPC em resposta a um jornalista sobre o incêndio de Mação ter respondido não existir qualquer incêndio em Mação (apenas o da Sertã), enquanto nós, concelho de Mação ardiamos, envoltos num mar de chamas e vento carregado de projeções e fumo.

 

Aliás ardemos durante quase dois meses daquele ano de 2017 em que perdemos 80% de área para as chamas, mas apenas teremos tido UM fogo de acordo com a ANPC (e, já agora também de acordo com o INCF), isto porque tivemos "a sorte" de uma fagulha ter voado do concelho de Ferreira do Zêzere para o de Mação criando um novo incêndio senão, de acordo com a ANPC, Mação teria visto arder 80% da sua área sem que tivesse existido um único incêndio no concelho.

 

Pode parecer contraditório mas este é o sinal de que o concelho de Mação é um exemplo de boas práticas em termos de fogos, apenas ardemos porque, quando nos chegam, os fogos já vêm incontroláveis. Não há grandes fogos a começar em Mação. Mas daí a dizer que não há incêndios em Mação há uma grande diferença.

 

Diferença essa que, no caso, e com um Comandante Nacional (a receber salário público) que não se dignou a vir ao terreno mas se arrogou no direito de emitir ordens operacionais, nos custou muito caro.

 

Tivesse o fogo começado em Mação e o Comandante Distrital de Santarém teria competência operacional sobre o toda a área do mesmo, assim, como já tinha começado noutro Distrito o Comandante Distrital de Santarém teve de ser remeter a uma coordenação que, como bem foi visto em Mação e todo o País (esperemos) vê agora, não esteve à altura das responsabilidades que se tinha obrigado a cumprir quando aceitou o cargo.

habitante_aldeia_de_degolado_macao_incendios_foto_

No entretanto voltou tudo a mim, as lembranças, o sofrimento, a sensação do vento queimante na pele, o desespero, a angústia, a impotência, a ansiedade, a imensa dor e tristeza... demorei mais de um ano a arrumá-la num cantinho da minha alma e neste momento voltou acicatada pelo tempo que esteve contida e reforçada com outro sentimento, a revolta, vejo agora que a Minha Verdade era real, vejo agora que, por parcialidades de quem devia ter pensado em todos os portugueses, Mação ardeu naquele julho, casas perderam-se naquele julho, almas (não pessoas Graças a Deus mas para nossa desgraça - porque o não ter havido mortes físicas resultou em discriminação e recusa de apoios) perderam-se naquele julho e o responsável continuou a fazer a sua vida quase como se nada fosse e agora até ligado a outra entidade pública.

 

Vou lutar para voltar a fechar todos estes sentimentos por forma a conseguir seguir com a minha vida sem que eles me condicionem. Vou lutar para isso e vou conseguir contê-los mas nunca por nunca irei esquecer nada do que se passou.

03/01/19

2019 - Ano de Mudança

images.jpg

 

 

Está decidido, o ano 2019 será, para mim, um ano de Mudança.

 

Parece uma daquelas decisões para o Ano Novo que, chegados a Dezembro, nada fizemos para tornar realidade, mas não é.

 

Não é porque já dei o primeiro passo para que a Mudança aconteça.

Não é porque a sinto em mim.

 

Sou assim... fico na minha, trabalho, sofro. Se vem mais trabalho faço das tripas coração, sofro, amofino-me, luto, faço sacrificios e faço-o. Pode até parecer que o fiz "com uma perna às costas", não é verdade, esforço-me imenso, canso-me, sinto-me frustada, mas fico no meu canto e faço. Compreendo as dificuldades e faço uso apenas dos instrumentos que tenho ou que consigo produzir, esta minha "auto suficiência" é o meu Karma.

 

Como podem ler, dou-me, entrego-me, a 100% para o sucesso de qualquer projecto em que esteja integrada por isso é-me difícil "saltar" de projecto.

 

É-me difícil entender e aceitar que o projecto já me está a prejudicar, que necessito mudar para continuar a evoluir, para ficar melhor. Mas quando dou o primeiro passo...

 

Quando dou, MESMO, o primeiro passo começo "a sair" ainda que figurativamente. Começo a distanciar-me, a pensar mais em mim que antes.

 

Estou nesta fase, por isso afirmo que 2019 vai ser um ano de Mudança. A minha vida vai Mudar, não conto chegar a Dezembro de 2019 sentada onde estou sentada. Desejo tudo de bom a este projecto que ajudei a construir mas chega uma altura em que temos que pensar em nós... o nosso tempo é finito.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.